Início > Freguesia > Heráldica
Heráldica

BRASÃO: escudo de azul, imagem de Nossa Senhora de Fátima, com auréola de ouro, entre e a áurea é dextra e um de azinheira, de ouro, à sinistra. Coroa mural de prata de quatro torres. Listel branco, com a legenda a negro, em maiúsculas «FÁTIMA».

BANDEIRA: esquartelada de azul e amarelo. Cordão e borlas de ouro e azul. Haste e lança de ouro.

SELO BRANCO: nos termos da lei, com a legenda «Junta de Freguesia de Fátima: Ourém».

IMAGEM: Nossa Senhora apareceu, foi vista por três crianças e foi pela descrição delas que foi feita a imagem. Não pode haver símbolo mais forte para representar a Freguesia de Fátima, no seu brasão e na sua bandeira. Por isso a imagem aparece no centro do escudo, ligeiramente abaixada para significar a "descida" de Nossa Senhora à Terra, figurando a imagem no lugar principal do escudo. É de branco (termo correcto em Heráldica: Prata), a cor natural e predominante da imagem que está no Santuário. Não tem espaço por cima ocupado, para indicar que veio de "cima", ou seja do Céu. Habitualmente a imagem de Nossa Senhora de Fátima é representada com a coroa real, de ouro e com os três pastorinhos ajoelhados. Em rigor Heráldico, a imagem a quem compete a coroa é a Nossa Senhora de Vila Viçosa, a quem El-Rei D. João IV ofereceu a coroa. Não consta que os pastorinhos tenham visto "uma Senhora coroada".

RAMO DE AZINHO: Tem três significados, no primeiro para simbolizar a azinheira onde a Virgem "pousou", no segundo para simbolizar o orágo da Freguesia, Santo António, que em Heráldica se representa por um dos seus atributos: uma cruz com doze cascudos de azinho e no terceiro, a par com a rosa heráldica, simboliza a agricultura e a ruralidade da Freguesia.

ROSA HERÁLDICA: Na parte de cima, à esquerda de quem olha, está uma rosa Heráldica, figura que simboliza a agricultura e a ruralidade da Freguesia e também Nossa Senhora a Rosa Mistica. Neste caso simboliza a "Rosa de Ouro", uma oferta raramente concedida, por grande dignidade, pela Santa Sé, que galardoou o Santuário com a mencionada "Rosa de Ouro", que simboliza e representa também a Basílica, as Igrejas, as Capelas e mais lugares de oração, recolhimento e estadia religiosa de Fátima. Não há forma consagrada em Heráldica para representar templo, por fachada, por exemplo. Equilibra-se com o azinho. Convida à oração e sugere os famosos sinos da Basílica, cujo som é transmitido para todo o Mundo pela rádio e televisão.

FUNDO DO ESCUDO: É azul, também cor de Nossa Senhora na Heráldica.

COROA MURAL: Coroa mural de prata de cinco torres, por a Freguesia ter sede em Cidade.

LISTEL: É de branco. O conjunto coroa mural de branco e imagem de branco, aponta para que o listel seja também de branco. Nele consta apenas a palavra "FÁTIMA", uma alusão subtil àquela que se diz ter dado o nome ao lugar: Fatema ou Fatma, a moura nobre que foi cativa do Cavaleiro Templário Gonçalo Hermingues, com que se casou depois de se converter ao catolicismo, tomando o nome de Oriana ou Ouriana (dando origem ao nome de Ourém, nome do Município a que a Freguesia de Fátima pertence), donde proveio uma senhora que, pela sua conversão e pelo seu casamento, se tornou portuguesa de pleno direito.

BANDEIRA: Está dividida em oito quadrados. Tem de se tirar a cor ou as cores de algo contido no escudo. Foi escolhida a cor amarela/azul, aquela que esteticamente, liga melhor com a cor do escudo. De acordo com as regras, o cordão (à volta da bandeira/estandarte) e as borlas são de ouro e azul. Por lei, a haste e lança são de ouro.






« voltar  |  topo